Rating: 3.1/5 (432 votos)




ONLINE
1


Partilhe este Site...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Frases sobre Poesia
Frases sobre Poesia

  • Se alguém te perguntar o quiseste dizer com um poema, pergunta-lhe o que Deus quis dizer com este mundo... (Mário Quintana)

  • Quando o cinza de um dia taciturno bate dentro da gente, sentimos uma dor gostosa, como a melodia dos poetas. Num instante sentimos um prazer calmo e solene. Se isso ocorrer com você um dia qualquer, não faça por menos, curta esse dia minuto a minuto, não se envergonhe, nada é ruim se você se enquadra na sua felicidade. Calce a poesia e ande. (Paulo Baleki)

  • Só os poetas podem condensar a experiência humana, e isso não passa pelo intelectual. (Fayga Ostrower)

  • Qualquer hora é hora de fazer um poema. (Gertrude Stein)

  • Oh, noite, meiga irmã da poesia. (Narcisa Amália)

  • Os políticos sabem que eu sou poetisa. E que o poeta enfrenta a morte quando vê seu povo oprimido. (Carolina Maria de Jesus)

  • É uma necessidade conversar com os poetas. E se os poetas morrerem, provocarei os mortos, as flores do mal que estão na minha estante. (Pagu)

  • O Poeta é um fingidor, finge tão completamente que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente (Fernando Pessoa)

  • Desconfia da tristeza de certos poetas. É uma tristeza profissional e tão suspeita como a exuberante alegria das coristas. (Mario Quintana)

  • O esplendor da relva só pode mesmo ser percebida pelo poeta. Os outros pisam nela. Um mérito inegável da poesia: ela diz mais e em menor número de palavras que a prosa. (Voltaire)

  • O poeta é uma mentira que sempre diz a verdade (Jean Cocteau)

  • Todo homem é poeta quando está apaixonado (Platão)

  • Os poetas possuem autorização para mentir. (Plinio, o Moço)

  • Uma noite, quando vires a lua pousada numa amendoeira em flor, pensa por um minuto no poeta cuja tristeza foi tão grande que viajou para um país de onde nunca, nunca se volta. ( A Flauta de Jade)

  • A beleza é triste pois ela está no lugar de algo que se foi

  • O tempo perdido não pode ser recuperado. Sua beleza só pode ser vivida como ausência: a beleza dói... Magia é isto: invocar o que se foi, mas que continua a nos habitar. Ou será poesia? (Rubem Alves)

  • Parem, eu confesso, sou poeta. Cada manhã que nasce me nasce uma rosa na face. Parem, eu confesso, sou poeta. Só meu amor é meu deus, eu sou ou seu profeta (Paulo Leminski)

  • Não há poema em si, mas em mim ou em ti. (Octavio Paz)

  • O poeta nunca vive, morre aos pedaços (José Félix)

  • O que de melhor existe nos grandes poetas de todos os países não é o nacionalismo e sim o universalismo. (Longfellow)

  • Os poetas não enlouquecem, mas os jogadores de xadrez, sim. 
    (G.K. Chesterton)

  • O orgulho dos poetas não passa de defesa; a dúvida atormenta até mesmo os melhores; eles necessitam de nosso testemunho para não se desesperarem. (François Mauriac)

  • Escrever verso livre é o mesmo que jogar tênis com a rede arriada. 
    (Robert Frost)

  • Eu preferia ser vaiado por um bom verso a ser aplaudido por um verso ruim. (Victor Hugo)

  • Um quadro é um poema sem palavras.

  • A poesia é a arte de materializar sombras e de dar existência ao nada. (Edmund Burke)

  • A poesia é uma religião sem esperança. (Jean Cocteau)

  • A poesia é a irmã mais velha de todas as artes e mãe da maioria delas. (Congreve)

  • A poesia imortaliza tudo o que há de melhor e de mais belo no mundo. (Shelley)

  • A mais humilde canção popular, quando imbuída de humanidade, é poesia. (Benedetto Croce)

  • O sentimento é a poesia da imaginação. (Alphonse de Lamartine)
                         
  • Tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo... 
    (Carlos Drummond de Andrade)

  • Olha de novo: não existem brancos, não existem amarelos, não existem negros: somos todos arco-íris. (Ulisses Tavares)

  • Quando sentir vontade de sair, não bata a porta... Para quem escancara a sua própria porta, qualquer barulho é ensurdecedor... (Claudia Letti)

  • A hora do encontro é também despedida a plataforma desta estação, é a vida. (Milton Nascimento / Fernando Brant)

  • Mastigo vazio todas as manhã e as palavras saem-me dilaceradas pelo quotidiano (José Félix)

  • Passo duas vezes pelo mesmo caminho e encontro a repetição (José Félix)

  • Como dizer quem come, se quando nos amamos temos a mesma fome? (Caio Assis Trindade)

  • Minha alma é feita de luz e trevas; nada de brumas. Ou faz bom tempo ou há temporal; as temperaturas variáveis são de pouca duração. (Victoria Ocampo)

  • Quanto mais me despedaço, mais fico inteira e serena. (Cecilia Meireles)

  • Se não houve frutos, valeu a beleza das flores; se não houve flores, valeu a sombra das folhas; se não houve folhas, valeu a intenção da semente. (Henfil)

  • Fui à rua, olhei pra lua, lembrar, quem dera. (Iuri Storch)

  • Venham até a borda, ele disse. Eles disseram: Nós temos medo. Venham até a borda, ele insistiu. Eles foram, Ele os empurrou... e eles voaram. 
    (Guillaume Apollinaire)

  • O que é vida? É o brilho do vagalume à noite. É a respiração do búfalo no inverno. É a pequena sombra que corre na grama e se perde na direção do por-do-sol. (Crowfoot)

  • Passeio sorrisos pelas ruas esfaqueado quotidianamente(José Félix)

  • Caminho flor desabrochando e desfazem-me as pétalas num ato incompleto (José Félix)

  • Planeio um sorriso com sabor a pétalas percebo um riso e golfadas de sangue (José Félix)

  • Abrem-se as pétalas num sorriso e caem-me as pétalas fustifadas pelo vento (José Félix)

  • Desfolho as pétalas nas minhas mãos e suicido-me. (José Félix)

  • Arranco o amado distante do meu corpo e me liberto da dor da ausência ou deixo que sua luz, tão forte quanto rara, me alimente os sonhos de calor? 
    (Léa Waider)

  • Não sou feito de homem Nem de animal. Talvez mineral Buscando um estado menos bruto. (Carlos Mundi)

  • Debruço-me na sua ausência como se o vazio dotado fosse de ombros largos, cor, calor e pudesse me ouvir ao relento roçar o ponto mais sensível da imensa falta que você faz. (Antonio Carlos Mattos)

  • Sabe de uma coisa? Lá fora, o por do sol está dourado... (Roberto Godoy)


  • Um outro dia, embaixo da chuva, esperamos um barco à beira de um lago; a mesma lufada de aniquilamento me atinge, desta vez por felicidade. Assim, às vezes, a infelicidade ou a alegria desabam sobre mim, sem nenhum tumulto posterior, nenhum outro sentimento: estou dissolvido, e não em pedaços: caio, escorro, derreto. Este pensamento levemente tocado, experimentado, tateado (como se tateia a água com pé) pode voltar. Ele nada tem de solene. É exatamente a doçura. " (Roland Barthes)

  • Por favor ponha máscaras, ou qualquer um dos seus íntimos disfarces. Quero minha nudez, solitária, porque o baile a cada hora acaba, as fantasias sempre se renovam, e eu pretendo sobrar assim, sem nada... Se alguém, intrépido, insiste em permanecer tal como é, nu ou despojado, ao partir vai me despedaçar com sua ausência. Serei então melancolia e saudade sem tréguas. Enfim, o meu retrato: O negativo irrevelável de quem se mostrou, partiu e me legou a saudade eterna. (Antonio Carlos Mattos)

  • Tu então não existes? És um jogo, um simulacro, que me oferece enganos como se fossem flores? Tu então és aquele que desaba com meu riso e se fortalece de minhas dores? Tu, afinal és alguém ou és algum dado rolando em gastos tabuleiros...? (Claudia Letti)

  • Andamos com a corda e a faca nas gargantas e continuamos a sorrir como se nada é. O riso sai aos solavancos num choro contido mas rimo-nos e é o que importa. É uma forma de ficar em silêncio. (José Félix)

  • Se todo animal inspira ternura, o que houve, então, com os homens? (Guimarães Rosa)

  • Inútil. Grande arte Essa de estar em brasa gelada E segurar as rédeas... (Carlos Mundi)

  • E de te amar assim, muito a amiúde, é que um dia de repente hei de morrer de amar mais do que pude (Vinicius de Morais)

  • Construo novas flores numa nova florescência (José Félix)

  • A coisa mais triste que há é o desfazer do sorriso (José Félix)

  • Brilha sempre uma esperança e é isso que me perde (José Félix)

 

 

topo